26 de julho de 2009

Nada!


Sentimento assim
Sem um lugar
Onde possa pousar

Vazia de si
E dentro de mim
Sem um olhar para encontrar
Aqui e em outro lugar
Para onde quer que se vá

O ouvir que ouço
E hoje sinto
O não saber e seu querer

Mente perturbada
Contato que cala
Sem espaço para fala

Profundezas que mergulham
Em palavras
Sem significado
Sem razão de ser

Um movimento
Que rodeia
Que persiste
E por fim
Não existe.

Rabiscado por: Letícia Sicsú
Foto: Letícia Sicsú

Um comentário:

Yan Chaparro disse...

linda a foto...
gosto do possivel e radical nada...

paz